quarta-feira, 12 de outubro de 2016

A Menina que Engoliu o Sapo

Por: Débora Farias


Devo confessar que esse livro foi uma grande surpresa para mim, não achei que com uma capa tão delicada e com um título tão “infantil” ele tivesse tanto para me ensinar, como creio que poderá falar com qualquer pessoa ao virar a página. 

A menina que engoliu o sapo fala de forma lúdica, sobre temas bem fortes, e que de fato, acontecem muito em nosso cotidiano, são eles: separação, amor, solidão, ciúmes, desespero, homossexualidade, saudades e dor. Mas como assim Débora um livro com esses temas pode ser tão bom? 

Ele é bom porque te faz pensar a partir de inúmeras cenas,  em como uma garotinha lida com a separação dos pais, o desamparo quando isso acontece, a impaciência ao questionar sobre o mundo e o principal em como ela pôde lidar com essa ausência.  

Dilma Bittencourt foi muito feliz ao escrever esse livrocom todos os temas envolvidos - sinceramente pra mim - com esse título. De fato na vida temos que engolir inúmeros sapos, e nessas incontáveis ocasiões não teremos “nosso casaco” para nos proteger, mas isso não quer dizer que não seremos fortes e capazes de sobreviver.  

A nossa menina sobreviveu a uma tempestade, passou por cada fragmento dela, e sofreu a dor de se sentir só e abandonada. Mas também entendeu que com o tempo as coisas de uma forma ou de outra se ajeitam. 

Esse livro fala de tempo, de compreensão e de certa forma de superação desses inúmeros “sapos”. A vida é uma imensa roda gigante e o tempo também funciona assim, haverá momentos em que estaremos por baixo, tristes e só. Mas também haverão momentos em que a roda vai girar, e que tudo voltará ao seu devido lugar. 

2 comentários:

  1. Belíssima resenha!!! Débora, você soube capturar a mensagem da Menina. Parabéns!!!!!! Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Não li o livro, mas pela forma apaixonada que foi apresentado, deu até vontade de ler. Parabéns Débora.

    ResponderExcluir