sábado, 17 de junho de 2017

Mil pedaços de você

Por: Débora Farias



"O universo é, na verdade, um multiverso. Há incontáveis dimensões quânticas de realidade, que se encaixam umas dentro das outras. Vamos chamá-las apenas de dimensões, para abreviar."
Imagine ter o poder de ultrapassar dimensões similares a nossa, utilizando apenas um aparelhinho? Agora imagine que ao visitar cada dimensão diferente sua consciência é transferida para o seu outro eu em cada "mundo" visitado, como se você de fato existisse ali naquela realidade. Confuso? Impossível?  Então vem comigo entender e conhecer melhor a série Firebird e ficar louca com essa história.
Em mil pedaços de você somos apresentados a vida de Marguerite, uma garota que eu carinhosamente chamo de ovelha negra da família. Filha de dois cientistas brilhantes e com uma irmã também cientista esperava-se que Marguerite seguisse o caminho da família, mas nossa garota é uma incrível pintora. Somados aos quatro temos Paul Markov e Theo Beck, ambos são assistentes dos pais de Meg, mas além de profissionais e estudantes de física brilhantes também se tornaram parte da família.

A vida da família muda após uma descoberta dos pais de Meg, o Firebird, um dispositivo que consegue levar energia para outra dimensões. Essa descoberta pode definir a linha tênue entre os mundos e dimensões, mas a vida dessa família muda novamente quando o pai de Marguerite, Henry Caine, é assassinado. Com a família devastada e com todos os indícios sendo apontados para Paul que fugiu para outra dimensão com o Firebird, Meg quer apenas uma coisa: Vingança.
E é essa sede vingança que leva Meg juntamente com Theo a uma busca implacável entre dimensões com apenas um objetivo: Matar Paul Markov.
O problema todo meu povo é que a vida não é assim tão fácil né? E durante essas viagens Marguerite vai conhecer mais de si mesma e também mais sobre o Paul. E nesse momento ela começa a se questionar se de fato foi Paul quem matou seu pai, e mais ainda se os sentimentos que voltaram a tona são ou não reais e se vale ou não a pena lutar por eles.

Um dos pontos que gostei no livro é que vemos nossa protagonista amadurecer, e mesmo em meio a dor ela se torna forte para lutar por sua família. Outro ponto que adorei foi o fato de que nesse livro além de uma trama muito bem desenhada, tivemos amor, mas não só amor romântico, presenciamos amor fraternal e até onde podemos ir por ele.

A escrita de Claudia me deixou completamente louca, por ser em primeira pessoa ela nos faz parte da história. Quando comecei a leitura senti certo cansaço por conta da imensidão de detalhes
, porém quando o livro engatou, eu simplesmente não consegui solta-lo até terminar. E detalhe, o livro possui flashbacks que explicam muitas coisas que ficam soltas no começo, por isso: PRESTEM TOTAL ATENÇÃO A  ELES
E como todo mundo sabe eu não tenho estrutura e vivo a maldição da série, eu preciso ler o segundo senão vou infartar!
Se eu indico essa leitura ? Obvio que sim! 

Um comentário:

  1. Olá, ainda não tive a oportunidade de conhecer esta trilogia da autora, mas já conhece a narrativa dela através de Estrelas Perdidas, um episodio de Star Wars que ela escreveu. Eu adorei aquele livro e assim que tiver um tempo vou me dedicar a este livro!

    Beijos Joi Cardoso
    estantediagonal.com.br

    ResponderExcluir