domingo, 30 de julho de 2017

Dez mil céus sobre você

Por Débora Farias

O segundo livro da trilogia Firebird, Dez mil céus sobre você, nos manda para mais uma aventura envolvendo um misto de justiça, amor e coragem. Para aqueles que não conhecem ou não leram o primeiro a resenha está aqui Mil pedaços de você.

 Dessa vez, Marguerite não terá apenas que enfrentar o multiverso com suas infinitas variações, ela terá que enfrentar não apenas seus inimigos, como sua família e principalmente a si mesmo. E ainda salvar uma vida, a vida do homem que um dia ela jurou matar e que descobriu que amava, ela terá que salvar Paul Markov.

 A primeira pergunta que vem a mente de vocês é: Como assim Débora, eles terminaram o primeiro livro tão bem! Como o Paul está correndo perigo?

Calma ai que eu vou explicar...

 Em um determinado momento do livro nosso Theo Beck descobre que está doente e a cura está em uma das infinitas dimensões do universo. Para salvar o amigo, Paul decide viajar pelo multiverso e é nesse percurso que nosso herói é fragmentado em 4 partes.

A fragmentação de Paul em termos práticos é a divisão de sua alma em vários pedaços, e somente a viajante perfeita poderá encontrar cada parte dele e salva-lo. Mas a que preço?

Claudia Gray acabou comigo nesse livro, ela me deixou de cabelo em pé literalmente. A escrita dela é muito rica e consegue me prender da primeira página a última. E gente eu preciso falar O QUE FOI ESSE FINAL? Jesus! Surtei muuuito! E estou mais que ansiosa para ler o terceiro e último livro da trilogia, Um Milhão de Mundos Com Você.

Termino essa resenha com um pedido: LEIAAAM E VENHAM ME ABRAÇAR!! 

Um comentário:

  1. Aaaah sou louco pra ler essa trilogia! Quero descobrir o quanto vou surtar lendo os livros dessa mulher. haha

    ResponderExcluir