quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Clássicos De Quinta: A Marca De Uma Lágrima



“- feia..
Isabel sufocou um soluço.
-gorducha....
uma lagrima formou - se na pálpebra.
- que óculos  horrorosos.....
como um bichinho que foge, a lagrima saiu da toca e escondeu se no aro dos óculos.
- você plantou uma rosa no nariz, é?
-cale a boca... por favor..
..... a raiva foi tanta que a escova de dentes voou com força, e acertou o inimigo em cheio bem na cara.”

Quando seu maior inimigo é o espelho e a “voz” que sai de dentro dele vem de dentro de você, o que fazer?

Isabel, uma jovem de 14 anos, sofre esse pesadelo. Uma garota que tem problemas de autoestima e que lida com todas as crises da fase de adolescência é a protagonista dessa história.

Quando ela é convidada para a festa de seu primo Cristiano, que não vê a tempos, ela decide chamar sua melhor amiga Rosana para acompanhá-la e não ficar sozinha. O que ela não esperava ao chegar à festa era se apaixonar a primeira vista por seu primo! Seria muito fofo se ele sentisse o mesmo... a não ser pelo fato que ele se encantou pela melhor amiga dela ( Ó vida cruel hahah)

"- E esta beleza aqui, quem e?
-hã? ah!  é rosana minha amiga...
- vamos nos apresentar, rosana
e foi rosana que aqueles braços envolveram e carregaram para misturar se á nova massa que se formava, agora em uma forma lenta, arfante....
... a musica desta vez não encobria a voz, e foi num murmúrio que Isabel falou:
- rosana, devolva o meu sonho......"


No dia seguinte ela recebe uma proposta de seu primo, ajudá-lo a conquistar sua melhor amiga. Então imagine a cena: Isabel de candelabro e servindo de intermediária dessa relação (Eu já teria jogado tudo pro alto hahah). Para melhorar a amiga ainda pedia para ela escrever cartas de amor para ele... FILHA EU JÁ TERIA ME JOGADO NO PRÓXIMO CARRO QUE PASSASSE NA MINHA FRENTE!

E em meio a cartas molhadas com suas lágrimas, rolando esse triângulo esquisito, Isabel ainda testemunha uma cena muito estranha que pode ter a ver com o assassinato da diretora da escola. E tudo isso se mistura em sua mente ao se sentir ameaçada por esse misterioso assassinato.

"seremos dois novos amantes
pelo amor energizados,
transformados,
mas em que?
no meu seio serás meu
para o uso que eu quiser.
nos teus braços me abandono
ao teu lado sou mulher...”

Com uma narrativa rápida e fluida, somos apresentados aos famosos problemas da adolescência, como: problemas de autoestima, paixões, crises de amizade/amor e segredos.  Agora soma esse drama todo ainda a uma situação da qual um adolescente não está habituado no seu dia a dia – assassinato.

Por estarmos falando de adolescência é nítido que vamos vivenciar dramas e imaturidades que essa fase da vida proporciona, tornando de certa forma a leitura um tanto quanto cansativa, para nós adultos kk.  Porém, eu preciso admitir, quando entramos na fase do suspense que envolvia o assassinato, eu não consegui soltar o livro até a última página.

Pedro Bandeira como sempre tem uma escrita maravilhosa e o modo como aborda a particularidade de cada personagem sempre irá me encantar, um fato interessante é o talento de escrever da Isabel, que mesmo sendo poemas românticos, o leitor consegue ver a habilidade na escrita.


Inspirado na  obra Cyrano de Bergerac de Edmond Rostand (1868 - 1918), um poeta dramaturgo, foi o início para uma trama que ao mesmo tempo parece é um clichê da vida de um adolescente, nos trás surpresas e uma reviravolta no final, de modo que o autor soubedar o ponto final no lugar certo!





Nenhum comentário:

Postar um comentário