domingo, 29 de outubro de 2017

Domingão Nerd: Beyblade



3,2,1 EEEEEEE LET IT RIP!

Fala galera! Começando mais uma resenha do nosso Domingão Nerd, e hoje vamos falar sobre esse anime que marcou a infância de muitos! SIM! Eu estou falando de Beyblade!
Para os que não são da década de 90, apresento a vocês uma história que fez parte da infância de muita gente, inclusive da minha! #nãofaçamascontas. Inspirado no famoso e treteiro jogo de pião, o mangá conta a história de um grupo de garotos que participa de competições com seus piões (Beyblade). Com o sucesso do mangá, veio também o anime, que popularizou ainda mais essa aventura.

Cada Beyblade é composta por uma fera-bit exclusiva. Pausa pra a perguntinha básica: O que diabos seria isso??? A fera-bit é um poderoso espírito animal que pode habitar uma Beyblade, possuindo diferentes formatos e tamanhos, tornando-a mais do que apenas um pião regular, mas um poderoso e destrutivo brinquedo de batalha!

Voltando... 
A equipe “famosa” no mangá são os Bladebreakers, que é formada por Tyson Granger, Kai Hiwatari, Max Tate, Ray Kon e Kenny/Chief. O objetivo da equipe é participar de campeonatos e se tornarem os lendários campeões mundiais do jogo.
Beyblade é repleto de emoção, aventura e como não pode faltar em todo anime nostálgico, temos o protagonismo de Tyson Granger. Recomendo a todos a assistirem o anime, ou a ler esse mangá incrível. Ou os dois hahahaha... Ah não esqueçam que esse é só um gostinho do primeiro arco, pois ainda tem outros arcos pra vocês.
Bem amigos do “Um livro, por favor?” vou chegando ao fim dessa resenha e espero ter despertado em vocês um pouco do sentimento nostálgico que tive ao escrever essa resenha! #VaiDraguum

Um beijo, um queijo e tchau!





Nenhum comentário:

Postar um comentário