quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Raptada por um Conde



“Pelo menos de uma coisa podemos ter certeza- disse Heather-, não há razão para procurarmos Angélica se ela não quer ser encontrada.”

Chegamos ao terceiro livro da série Irmãs Cynster’s da autora Stephanie Laurens. E como eu já falei nas resenhas anteriores: Conquistada por um visconde e Salva por um cavalheiro, o enredo de ambos é totalmente fora do padrão, mas tenho que admitir que no terceiro livro da trilogia Stephanie conseguiu deixar a história mais insana com todas as loucuras e cenários, além do já conhecidos.
Mas vamos à história...

Angélica Cynster é a caçula  mais teimosa e obstinada das três irmãs, ela vai à caça de seu futuro marido nos bailes da temporada. Depois dos acontecimentos do livro anterior, a família fica relaxada crendo que o misterioso “vilão” estava morto, então ninguém precisava se preocupar em ficar de olho em Angélica. Durante o baile ela se depara com um misterioso nobre e determina que ele será seu herói, sem ao menos conhecê-lo.

Ao ser apresentada e depois de uma conversa em um lugar inapropriado – sim, porque ela é atrevida – Angélica acaba sendo sequestrada por seu dito herói! MAS GENTE, COMO ASSIM O CARA MUDOU DE LADO?

Durante os primeiros capítulos do livro, Angélica acaba descobrindo que seu sequestrador é o misterioso “vilão” que tentara raptar suas irmãs. Ela não só descobre isso como também o motivo obscuro e surreal por trás dos sequestros bizarros. E após uma explicação  detalhada, surge uma proposta um tanto estranha para Angélica: O sequestrador precisa de sua ajuda para realizar uma tarefa nada fácil e que implica em salvar todo um clã na Escócia. E é claro que nossa garota decide embarcar nessa aventura.

Raptada por um Conde, revela tudo que estava nas entrelinhas dos livros anteriores e mostra como o papel de vilão pode mudar de acordo com cada cenário.

Posso dizer que esse enredo foi o que teve mais agitação e aventura, embora acredite que meu favorito continua sendo o segundo. O legal é que você vibra por todos os personagens, e surta ao ver os protagonistas entrarem em confronto por possuírem personalidades fortes e serem controladores.

Durante as páginas vamos entendendo um pouco mais do porquê o sequestrador, Conde de Glenerae, fez tudo isso nos livros anteriores e o porque de raptar logo uma Cynster – algo que eu nem conseguiria imaginar o motivo.

Em contraste temos a família da moça tentando desvendar o desaparecimento dela, e percebemos como os homens dessa família podem ser determinados a caçar sua prole não importando onde estejam... Sério, adorei a cena que todos eles aparecem juntos e dão de cara com Angélica!

Encerramos essa trilogia com cenas surpreendentes e cheia de revelações, além de um epílogo maravilhoso onde teremos a presença das três irmãs. Resumindo, coloque essa trilogia na sua lista de livros já! Hahahahah


Nenhum comentário:

Postar um comentário