quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Clássicos De Quinta: O Alquimista


"Quando você quer alguma coisa, todo o universo conspira para que você realize seu desejo"

Hoje nosso Clássico de Quinta irá falar de um autor que a cada dia me desperta mais curiosidade em conhecer suas obras, e desta vez eu resolvi optar pelo livro “O Alquimista”. Essa obra esteve há sete anos na lista dos mais vendidos do The New York times, e vale muito a pena conhecer.

E eu gostaria muito de elogiar a edição especial da editora Sextante pelo excelente trabalho na produção da capa, a editora soube trabalhar muito bem nas cores e desenhos, com relevos e brilho, um trabalho maravilhoso que merece elogios, pela sua beleza e delicadeza, e ao vê-lo na livraria já imaginei como ficaria na cabeceira da cama.

Nesta obra Paulo Coelho nos apresenta Santiago, um pastor de ovelhas que toda noite tem sonhos que o incomodam, não só pelo seu conteúdo, mas por se repetirem constantemente.

Nessa jornada ele encontra uma cigana que não o ajuda por completo, porém lhe dá uma dica do que ele pode fazer. É nesse momento que Santiago encontra um personagem que se denomina "rei de Salem", e ai que todo o enredo começa a se desenvolver de uma forma tão filosófica e poética – posso dizer que até completamente encantadora.

Uma obra que envolve: filosofia, fé, mistérios divinos, e alguns dos segredos da raça humana. É tão interessante como um livro curto pôde me transmitir tantas ideologias incríveis e sábias a cada página lida, e um degrau a mais sendo transmitido a nós de uma forma tão suave, simples e intelectual.

Confesso que no início pensei que essa obra seria confusa e teria muitas informações misturadas, mas todas as informações se encaixaram com o desenrolar da trama. Uma simples jornada que parecia ser uma aventura em busca de um tesouro acaba por se revelar algo muito mais profundo e reflexivo, a narrativa nos mostra a determinação de Santiago ao fazer algo e não desistir mesmo quando empecilhos surgem para te desanimar.


Fica a dica e boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário