quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Herdeiros de Drácula



Vamos começar pelos princípios básicos de que Débora é uma fangirl louca por vampiros. Drácula é meu crush eterno! Agora imaginem a minha cara ao receber esse livro maravilhoso de parceria da Harper Collins Brasil? Imaginaram? Meus vizinhos ficaram meio surdos, tal a altura dos meus gritos rs. Mas surtos a parte, sejam bem-vindos a antologia mais sinistra da vida: Herdeiros de Drácula.


Incrivelmente eu sou uma pessoa que é louca por vampiros, mas que não é a fã de terror. Me julguem! Eu tenho medo de muitos livros de terror e por isso fujo deles. Mas o meu crush com vampiro é bem antigo e não foi apenas Drácula de Bram Stoker que me cativou, sim vocês estão pensando certo, um tal de Edward Cullen de uma tal Stephenie Meyer me cativou também. Mas voltando ao foco...

A graça de antologia em minha opinião é que ela não precisa ser lida de uma vez, afinal, os contos são independentes entre si e pra mim, essa é a real mágica da coisa. Você pode apreciar cada conto a seu próprio tempo e sem preocupações, basicamente é isso que eu faço toda vez que pego uma antologia. E com Herdeiros de Drácula não foi diferente, são 25 contos, sim produção, 25 contos incríveis com uma temática mais incrível ainda, o Vampirismo.

Eu assumo sem vergonha alguma que foi um grande presente descobrir tanto, afinal sendo bem sincera eu não sabia que existiam tantos contos que antecediam o de Bram Stoker e como leitora eu admito que foi uma grata surpresa.  Com eficácia e muito respeito a cada autor, o editor literário Richard Dalby – responsável por unir todos esses contos – nos apresenta de forma cronológica a contos que antecederam e sucederam Drácula.

É importante entender que no decorrer do livro e conseguinte dos contos seremos apresentados a formas assustadoras, medonhas e até inexplicáveis. E principalmente, seremos apresentados não apenas a uma “exibição” específica do vampirismo, conheceremos não só os sugadores de sangue, como os sugadores de energia e até mesmo sugadores de alma. Bizarro né? Mas às vezes, o bizarro é o incrível. O mais incrível e prazeroso nessa coleção também é analisarmos a forma como o “estranho” era tratado em cada época.

Bem, para encerrar deixo algumas indicações de contos para vocês lerem que ficaram como meus favoritos, vamos lá: Os últimos senhores de Gardonal, O  destino da madame Cabanel, O mistério de Campagna,  O Vampiro e a Princesa da Escuridão.


Sim ou claro que eu indico essa leitura incrível? Claro né? Corre pra ler e me contem o que acharam.



Nenhum comentário:

Postar um comentário