segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Apaixonada Por Você




E chegamos ao segundo volume da série de New Adult mais badalada de Nova York: “After Dark - Apaixonada por Você”. Caso não tenha lido a primeira resenha da série, o livro “Louca por Você”, clique aqui

Um aviso aos navegantes: antes de começarem essa resenha, tenham em mente que o Thor nunca mais será só o Thor para vocês e que o Martelo será ainda mais cobiçado neste livro. 


"Ok, seu namorado, peguete, ficante, ou seja lá como você o chama, é a cara do Thor, do filme. Aquele do martelo."

Ainda no mesmo clima e ambientado no bar mais badalado de Nova York, o After Dark, em “Apaixonada por Você” conheceremos Johanna e Zach. 

Johanna - Jo- é a melhor amiga de Julie e a irmã de Danny (o primeiro casal da série). Jo é uma mulher linda, advogada de sucesso e muito independente. Mas, o que poucos sabem é que por trás dessa "segurança" toda, vive uma garota sensível e bem insegura.  

Do outro lado da história conhecemos Zach, um dos melhores amigos de Danny, além de ser seu sócio no After Dark. Lindo como nosso aclamado Thor, Zach não precisa de muito para conseguir a mulher que quer e foi sempre assim... Até uma certa festa, uma certa garota "proibida" e uma pegação de cinema.

OK. OK. Falei muito e ainda não disse nada né? 

Os nossos protagonistas, como vocês devem imaginar, se pegaram nessa tal festa. Até ai tranquilo, né? O problema é que desde esse dia, eles vivem um relacionamento secreto e algumas vezes iô-iô, por mais ou menos três anos. Isso mesmo que vocês ouviram, produção: TRÊS ANOS!  Ok, beleza. Todo mundo tem segredos, né? Não é bem assim, pois Zach quer ter uma vida a dois plena com a Jo sem segredos. O problema é que Jo, por medo da reação de seu irmão e, principalmente, por insegurança e medo de se magoar, não se permite assumir a sua felicidade às pessoas. E é nessa briga de cão e gato que daremos altas gargalhadas e sentiremos muita, mas muita vontade de abraçar esses dois. 

Com a escrita fluida e deliciosa, A.C Meyer nos leva mais uma vez ao universo desses garotos lindos donos de bar. Mas, com o diferencial de uma mocinha que pensa ser saudável se arriscar nos negócios, mas que tem medo de ser feliz e arriscar seu coração... Isso é mais difícil. Somando essa insegurança com o medo de criar um caos por causa dos ciúmes de Danny, chega a ser cômico o quanto ela se esforça pra se esconder. No decorrer de toda a história, veremos um Zach que não é apenas o sósia do deus do trovão, mas um homem que tem inúmeras qualidades e é extremamente apaixonante. É PRA SURTAR MESMO, BRASIL! 

O divertido nessa bagunça é que quanto mais eles tentam encobrir, mais nítido fica, e mais apaixonante também. E é claro que nosso Sherlock, o George, está a todo vapor à procura do cara do martelo.

Aviso: Ativem os extintores, porque o que esse livro tem de cenas românticas, ele tem de cenas hot! 

Assumo que por inúmeras vezes me identifiquei com a Jo, já que ela, assim como eu, leva a autopreservação muito a sério. Se arriscar por um cara que pode acabar com seu coração é complicado. Mas, não é impossível. Zach, com seu jeitinho fofo, risonho e até um tanto dominador quando o assunto é Jo, mostra a ela não apenas em cunho sexual, mas em sua total devoção, que amar é arriscado sim, mas que vale a pena assumir esse risco para ser feliz. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário