terça-feira, 3 de abril de 2018

A Verdade Sobre Amores E Duques





Na resenha de hoje, trouxe o livro que ganhamos de nossa editora parceira, e tenho que confessar que estou simplesmente apaixonada por ele! Como a maioria deve saber, a Harlequin é conhecida por lançar muitos livros voltados ao gênero HOT, e como alguns não são tão chegados a essa leitura (como eu) acabam por não se desventurar nos livros publicados por ela. Porém eu queria lhes informar que A verdade sobre amores e Duques, veio para nos mostrar que a editora sabe apostar em romances de épocas mais light e com uma escrita de nos deixar presos no enredo ao virar da segunda página.
Irene Deverill já passou por poucas e boas com seu pai alcoólatra. Hoje trabalha como editora do jornal da família, Society Snippets, onde reformulou todo o jornal após o pai praticamente destruir o negócio e quase deixar a família em ruínas. Como o ponto alto do jornal são as colunas de fofoca e de conselhos amorosos de Lady Truelove, Irene segue orgulhosa por ter dado a volta por cima e poder comandar o jornal e cuidar de sua irmã mais nova e do pai.

Henry Cavanaugh, duque de Torquil, é um homem racionalista que acredita que as normas e regras da sociedade vem acima de tudo, além de adorar manter sua vida organizada e controlada em cada detalhe, incluindo as pessoas ao seu redor. Mas um baque durante um café da manhã que deveria ser normal, muda toda sua rotina, pois sua mãe – a mulher que acreditava ser a mais sensata da família – decide fugir para se casar com um pintor italiano, seguindo os conselhos de Lady Truelove. Henry crê que sua vida e de sua família serão destruídas socialmente com essa imprudência e que a culpa de tudo é da maldita mulher que colocou asneiras na cabeça de sua mãe!  

 “- Um dia desses, Irene, a impertinência será o seu fim. – Tenho certeza de que o senhor tem razão – respondeu ela, tentando parecer devidamente repreendida. - Mas, francamente, papai, duque ou não, o que aquele homem poderia fazer comigo?”

Quando a mãe não quer ouvi-lo, Henry sê vê encurralado e a única alternativa que lhe vem à mente é usar a maldita conselheira, que estragou sua vida, para convencer sua mãe a desistir da ideia do casamento e evitar um escândalo.

Com uma jogada maestral do Duque, veremos Irene (que foi a criadora da coluna de conselhos amorosos) contra a parede, pois ou ela vai contra tudo que acredita e convence a duquesa a desistir do casamento ou ela perde seu amado jornal para o Duque.

E assim meus queridos, começamos a melhor partida de xadrez entre um nobre que tem orgulho de seu título e poder que exerce na sociedade, e de uma feminista e sufragista que luta pelos direitos das mulheres e das pessoas que não pertencem à nobreza.  

A interação de protagonistas tão opostos é algo tão divertido de se ler que parece que você está assistindo uma cena de explosões, onde não sabe aonde a próxima bomba irá aparecer. E como se não bastasse ambos terem que viver debaixo do mesmo teto (já que para convencer a mãe dele, Irene terá que passar duas semanas na casa do Duque), ter que conviver e controlar todos os sentimentos conflituosos que surgem pelo caminho de ambos, torna tudo mais deliciosamente torturante.

Em alguns momentos eu tive vontade de enforcar ambos os personagens por seus pensamentos e ideologias, porém a leitura conseguiu avançar de modo surpreendente. E nessa briga de gato e rato veremos personagens secundários que nos deixarão encantados e também doidos para quebrar a cara de alguns, como a odiosa cunhada do Duque – Carlotta.

Temos um nobre que adora sua superioridade e uma jovem orgulhosa que não abre mão de seu trabalho no jornal e não se deixa vencer por simples provocações. Já conseguiram imaginar no caos que isso dará? Hahahah! Então se preparem, porque o final é de explodir sua mente! A autora irá fugir do padrão do romance de época e nos mostrará algo que jamais imaginamos para esse estilo, e quando você pensa que ela podia chegar no seu ápice teremos mais bombas para nos fazer surtar e adorar o final do livro!




Nenhum comentário:

Postar um comentário