terça-feira, 17 de abril de 2018

Sweet






Sabe aqueles personagens que você tem vontade de colocar em um potinho e nunca mais soltar? Bem, isso aconteceu comigo mais uma vez por causa de Tammara Webber. Sim, a mulher tem um jeito bizarro e incrível de escrever personagens tão reais, que você simplesmente se identifica e se apaixona. E mais uma vez eu preciso dizer: Obrigada, Tammara!


“Você é a melhor coisa que um dia já foi minha”

No terceiro volume da série Contours of the Heart (Contornos do Coração), Sweet, conheceremos mais a fundo personagens que foram “coadjuvantes” nos livros anteriores- Easy e Breakable – pessoas que fizeram e fazem parte da vida de Lucas.

Boyce Wynn é o melhor amigo de Lucas, mas até então nós não o “conhecíamos” e preciso dizer que: OBRIGADA, TAMMARA POR ME DEIXAR CONHECER ESSA CRIATURA!!! Mas, deixando pra lá meu lado fangirl, vamos falar de fato quem é o Boyce, ou só Wynn.

Wynn é um garoto que desde pequeno viveu debaixo de um teto abusivo, mas como assim? O pai de Wynn sempre foi violento. No começo, como todo “bom homem”, ele só batia na esposa e se embriagava, só que após a fuga da mulher, ele passou a ira para seus dois filhos pequenos. Se você acha que eu odeio esse homem, parabéns, você acertou. O pai de Boyce sempre foi um monstro, o que resultou em um rapaz com complexo de inferioridade, frágil e ao mesmo tempo forte, apaixonante e muito, mais muito lindo e eu não estou falando apenas de estética.

Pearl é a típica menina perfeita, centrada em agradar a gregos e troianos – a sociedade e sua família – que cresceu em uma redoma com todo o seu futuro traçado: ela iria ser médica. O único problema é que nem sempre agradar todo mundo basta para agradar a si mesmo. E foi exatamente isso que fez Pearl largar todas as chances nas melhores faculdades de medicina, terminar um relacionamento de dois anos – com um cara babaca e abusivo – e voltar para sua cidade natal para, finalmente, realizar seus sonhos e quem sabe encontrar Boyce, que ainda mora lá. 

Se ligaram que vem treta por aí, né? Eu só não expliquei como a vida desses dois é entrelaçada para além de morarem na mesma cidade. 

Um garotinho salvou a vida de uma certa garotinha durante um afogamento na praia. E foi assim que a vida desses dois começou a se entrelaçar. Afinal, como toda cidade pequena, todo mundo estuda junto, frequenta as mesmas festas e às vezes, só as vezes, se apaixona por alguém que se salvou em um acidente na praia. O único problema é o de sempre: o medo de não ser correspondido. Mas, agora eles são adultos, então  tudo é possível, certo? Errado! É a Tammara Webber que está escrevendo isso, meu povo!

Para Pearl, retornar à sua cidade deveria ser tarefa fácil, exceto pelo simples fato de ter que contar à sua mãe que desistiu do sonho dela em torná-la uma médica e decidiu seguir seus próprios sonhos e ser bióloga.

Do outro lado, Boyce finalmente tem sua carta de alforria com a morte de seu pai abusador, mas só não esperava que sua herança, a oficina que ele ajudou a manter desde adolescente, estivesse a ponto de escapar de suas mãos.

De um lado, um ultimato por obediência e submissão, do outro, um ultimato que envolve um reencontro com as marcas mais fundas do passado. E é nesse furacão que nossos protagonistas se reencontram, e eu preciso avisá-los para prepararem seus escudos de proteção, porque esses dois soltam faíscas, e MUITAS!

Tammara Webber tem essa mania de fazer com que eu me apaixone por todos os seus personagens, e eu preciso dizer que fico grata por isso. Foi incrível conhecer o Boyce e seu coração imenso, e foi surpreendente descobrir que Pearl não era apenas a menina perfeita e brilhante que conheci nos livros anteriores, mas uma mulher forte e determinada.

Contudo, foi mais lindo ainda ver o amor desses dois que sempre existiu finalmente ter espaço, ter uma chance e foi mais emocionante ainda ver os dois lutarem juntos por ele. Pearl e Boyce são o típico casal que nasceu pra ficar junto, mas que precisavam antes se autoconhecerem e descobrirem sozinhos até onde podiam chegar, e isso foi descrito de forma brilhante no livro.

Outro ponto que eu preciso destacar na escrita de Tammara, é o fato dela sempre levantar temáticas importantes em seus livros. Sweet fala sobre relacionamentos abusivos, não apenas dos físicos, mas da existência do abuso psicológico e como ele pode ser cruel. Ela também te mostra que não é porque você viveu em um relacionamento desses que você não é digno de voltar a viver. Tammara mostra que é possível se tornar um sobrevivente e, principalmente, que é possível se alcançar a felicidade mesmo com um passado que foi marcado por tanta dor. Afinal, o passado morre e o que fica vivo é o presente e o futuro que precisamos lutar e alcançar. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário