quarta-feira, 23 de maio de 2018

Lua Azul





“Mas acho que agora devo saber o suficiente sobre perdas para perceber que nunca deixamos de sentir falta das pessoas… Apenas aprendemos a conviver com o enorme buraco deixado pela ausência daqueles que perdemos.”

Hoje chegamos ao segundo livro da saga “Os Imortais” e quem não leu a resenha de “Para Sempre” aconselho tomar cuidado com os tiros de spoiler.

Ever agora é imortal e faz parte de todo o submundo que conhecemos no livro anterior. Ela se esforça para aprender tudo o que pode sobre seus dons e as novas histórias e pessoas que a cercam, ao lado de Damen. Porém, com a chegada de um novo aluno na escola onde todos estudam muitas coisas começam a mudar drasticamente.

Com seus amigos e Damen se afastando dela e se aproximando cada vez mais de Roman, o aluno novo, Ever se vê sozinha e desconfortável com a situação, claro. Desde o primeiro momento o novo aluno não pareceu ser uma boa pessoa aos olhos dela e os acontecimentos só tornam a desconfiança de Ever mais forte.

E é nesse momento que ela percebe que Damen está mais estranho do que imaginava, perdendo seus poderes e muito fraco. Quando se dá conta, Ever pede a ajuda de Ava, a médium que conhecemos no primeiro livro, e com os novos conhecimentos sobre a lua azul e a possibilidade de voltar no tempo, ela se vê perdida em uma decisão que pode mudar tudo na sua vida: Voltar e salvar sua família ou ficar e salvar a vida de Damen. 

Ok, mais uma vez eu tenho que dizer – desculpem ser repetitiva – mas eu adoro essa série. Apesar de que olhar a história como um todo e me deparar com as atitudes da Ever que me deixaram muito irritada, eu consegui compreender algumas coisas, afinal ela está vendo tudo por outro ângulo bem diferente do nosso certo?

Com mais uma pequena dose de ação, confusão e romance a gente continua querendo saber o que vai vir depois dos acontecimentos desse livro, mas verdade seja dita, esse não é o melhor livro da série, o ponto mais intrigante é a história de Damen e o romance entre os protagonistas, mas ainda vale a leitura já que os próximos livros melhoram, ok?  



Nenhum comentário:

Postar um comentário