segunda-feira, 21 de maio de 2018

Só Escute





“ Não pense nem julgue – eu disse. - Só escute. ”

Nunca um quote fez tanto sentido. Sou apenas um mix de emoções. Meus Deus! Que livro incrível!


Annabel Grene é uma típica menina do ensino médio que tem tudo. Ela é linda, popular, modelo, é a filha perfeita – calma, obediente e resiliente – e que tem a família perfeita – duas irmãs mais velhas incríveis e pais unidos. Bem é isso que o mundo exterior acha de sua família e sua casa de vidro. Mas as aparências enganam, não é?

Do outro lado temos Owen Armstrong, o típico caladão do colégio que já foi tachado como “esquisito e perigoso” por ter um passado complexo na escola – ele era meio esquentadinho, do tipo beeem brigão. Mas as pessoas mudam afinal, e hoje Owen é apenas um cara que encontrou na música sua válvula de escape, e que mesmo tendo o gosto musical mais diferenciado do universo, é um dos caras que merecem abraços com frequência.

Mesmo estudando na mesma escola a vida dos dois só começa a se cruzar, de fato, no período de volta às aulas. Quando a vida de Annabel, que já estava começando a cambalear, cai de vez no abismo, a colocando na situação de mais nova excluída da escola. O grande problema é que o motivo que cerca essa exclusão é um segredo que afeta Annabell mais do que ela gostaria de admitir. Um segredo que a fez esquecer quem ela é de verdade. É nesse caos, lotada de problemas e sofrendo bullying, que ela encontra no menino “esquisito” um bom ouvinte, um bom amigo e quem sabe um algo mais.

Só escute é um livro único! Um daqueles livros que o mundo precisa ler, sabem? Sarah Dessen foi tão respeitosa e tão sensível ao falar de temas que são tão difíceis como: distúrbios alimentares, luto, bullying, estupro, problemas familiares e principalmente superação, que não consegui não me encantar pela escrita dela.

Assumo que em algumas partes ler esse livro, foi uma tarefa difícil. Doeu ver uma mulher não apoiar a outra em um momento tão sério, mas foi incrível ver que existem outras mulheres que se apoiam e que se ajudam a seguir em frente. Foi incrível poder conhecer famílias reais, com problemas reais. Mas que acima de tudo se apoiam e sustentam uns aos outros também, para que se alguém cair consigam levantar.

Houveram muitos momentos em que foi impossível não me identificar com as personagens desse livro. Nunca tantos personagens secundários foram tão presentes, e tão reais! Pessoas que dia a dia lutam para sobreviver a problemas que por inúmeras vezes escondemos para não gerarem mais danos. O único problema é que esconder algo para si, acaba por salvar os outros e faz com que você o, omisso, acabe consigo mesmo.

Por isso esse livro é tão especial, ele não fala apenas do clichê romance entre dois jovens, ele mostra como pessoas quebradas podem se remendar, não porque alguém as colou, mas porque criaram coragem para permitirem colar a si mesmas, e principalmente escolher ser felizes.

Sarah Dessen, você definitivamente ganhou uma nova leitora, que prazer foi ler esse livro.  Ele definitivamente ganhou espaço na minha estante e no meu coração. Muito obrigada por te-lo escrito.



Nenhum comentário:

Postar um comentário