quarta-feira, 6 de junho de 2018

30 Dias com Camila





“Bem, a vida podia ser perfeita as vezes... Para quem tem a ousadia de ir atrás de que quer. Camila levou trinta anos para aprender isso, Edgar um pouco mais... Mas aprenderam direitinho...”

Primeiro, preciso admitir que quando dei de cara com esse livro, eu só quis ler por que a personagem tinha o meu nome. Meio idiota da minha parte? Sim, com certeza. Mas, ainda bem que eu tive essa ideia idiota. Não é novidade que eu AMO quando sou surpreendida com uma história e, mais uma vez, me peguei devorando um livro que eu sinceramente não esperava: “30 dias com Camila”, da Silvia Fernanda.

Edgar Bolivatto é um homem lindo, muito bem sucedido e noivo, mas com um passado bem complicado. Sem poder entrar muito em detalhes por motivos de MEGA SPOILER, o protagonista carrega com ele uma paixão que julga ser estritamente proibida por anos, fazendo com que ele sofra loucamente e faça de tudo o que pode para se ver longe disso.

Camila Torres, é uma moça tímida e certinha, amiga da irmã de Edgar e que trabalha no mesmo local que ele. Com a morte de seu pai e a recente morte de sua mãe, a jovem está passando o pior momento da sua vida. Além de todos os outros problemas que vieram a galope para a vida de Camila e que a fizeram tomar uma decisão arriscada, a fim de tomar controle de sua vida pela primeira vez em seus 30 anos.

Um sequestro. É isso mesmo que vocês leram, pessoal, Camila resolve sequestrar a pessoa por quem há muitos anos sente uma atração desesperadora: Edgar Bolivatto. O filho do seu chefe.

“E o mais importante: Eu não vou deixar você estragar tudo entre nós. Eu estava em meu canto, você veio atrás de mim. Então agora aguente...”

Essa provavelmente é a forma mais louca de se começar um romance ou de fazer com quem alguém se apaixone por você, mas o objetivo de Camila é apenas sexual, a princípio. O plano básico é levar Edgar para uma casa no meio do nada e realizar com ele todos os sonhos que já teve durante 30 dias. Mas, quando as coisas saem como a gente planeja, as boas histórias não nascem, não é? E essa aqui, senhoras e senhores, é uma boa história!

Apesar de ser um livro erótico, gênero que eu adoro, eu me apaixonei por todos os cantinhos dessa história a partir do primeiro parágrafo por não ser um livro erótico comum, mas que está muito acima disso. Com uma história que fala sobre auto conhecimento acima de tudo, sobre lidar com as suas verdades e se devemos confiar cegamente em nossas impressões e boatos ao nosso redor. Tudo isso com muitas sacadas cômicas também, enquanto o casal se “reconhecia”.

A escrita da Silvia é extremamente gostosa de ler, eu me diverti tanto com os momentos mais fofos do Edgar e com a rabugice da Camila! A disputa por dominação entre os dois, não só do relacionamento e também na cama, mas a dominação de si mesmos, é muito bem trabalhado. As cenas eróticas foram escritas com elegância e feitas de forma tão delicada, que não pareciam realmente cenas de sexo selvagem de um hot, mas momentos de amor e troca natural de intimidade entre o casal.

Talvez eu nunca tenha lido um livro com uma mistura tão distinta de sentimentos e momentos maravilhosos pertencendo a esse gênero literário, e essa sim foi uma surpresa que ganhou meu coração definitivamente.

Venham passar 30 dias com Camila e descobrir esse surpreendente romance.



Nenhum comentário:

Postar um comentário