domingo, 24 de junho de 2018

Domingão Nerd: Kakegurui – Compulsive Gambler


Há meses eu vinha enrolando para assistir um dos animes que estiveram na temporada do segundo semestre de 2017, e vejamos que já estamos na segunda etapa de 2018 e só agora eu finalmente me rendi a história de Kakegurui – Compulsive Gambler. 

Normalmente eu não me interesso por adaptações de mangás que tenham uma aura sombria e pesada com esse, mas foi impossível não me sentir atraída por ele quando vi o trailer apresentado pela Netflix.


Originalmente o mangá de kakegurui foi escrito por Homura Kawamoto, ilustrado por Töru Naomura e publicado em 2014 através da Gangan Joker da Square Enix. 

A história se passa na escola particular Hayakkaou Private Academy, onde todos os alunos são avaliados pelo seu desempenho nos jogos de azar, típicos em casinos, e com isso é criado toda uma hierarquia baseada nesse desempenho. Yumeko Jabami é uma aluna novata e se vê em um ambiente completamente controlado pelos alunos do grêmio estudantil e sua rede de apostas entre os alunos da escola, que é formada basicamente por crianças ricas, filhos de pessoas importantes e altamente influentes no Japão. 

O sistema criado por esses alunos é realmente insano e até doentio, o que é fortemente mostrado na animação em si, por conta das expressões distorcidas e sombrias que carregam as faces dos personagens nos momentos tensos dos jogos. Basicamente se vale apostar tudo, inclusive a própria vida. 

Apesar de Yumeko claramente conter o protagonismo da série em suas mãos, personagens como Suzui Ryouta, um pobre endividado que acaba se apaixonando por Yumeko e Mary Saotome – uma das melhores apostadoras dentre os alunos – se destacam em seus papeis, com maestria. 

O aspecto sombrio do anime é um ponto que claramente não posso deixar passar. Ele se estende da animação a trilha sonora sem deixar espaço para se questionar sobre isso, as cores, a abertura que é maravilhosa e o nível psicótico elevado em cada episódio faz desse shounen um suspense psicológico com uma grande dose de conteúdo sexual (ecchi) um anime impossível de largar, juntando isso com todos os ganchos entre um episódio e outro faz com que quanto mais você assista mais queira ver. 

Mais um dos muitos pontos positivos dele é que além de uma distração, o anime e mangá traz uma forte mão de reflexão, fazendo críticas e levantando questões que estão presentes na realidade das pessoas de forma constante em sua trama.

Com toda a genialidade nas trapaças, blefes e reviravoltas além de um bom toque cômico que me faz lembrar um pouco o Joker do Batman na sua versão mais psicótica, Kakegurui se tornou carta certa na minha lista de animes favoritos, e eu não poderia deixar de falar dele por aqui. 

Então até a próxima galera! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário