segunda-feira, 16 de julho de 2018

Amor Fora de Hora




De todos os lugares mais improváveis para se encontrar o amor, dar de cara com ele em um cemitério, com certeza parece o mais fora de orbita. Mas isso não impediu que Katarina Mazetti desse as visitas aos túmulos dos entes queridos dos seus personagens um toque de romance inesperado, e com certeza nada comum.

Desirée, é uma viúva elegante, típica mulher de cidade grande que vive tranquilamente em um apartamento sozinha após a morte de seu marido. Ela é bibliotecária, estudada e vive cercada de livros por todos os cantos, (uma leve inveja surgiu em mim, admito) e uma das partes da sua rotina são as constantes visitas ao túmulo de seu falecido marido, onde ela passa o tempo conversando com o morto.

Benny, é um jovem fazendeiro que após perder os pais toma conta da propriedade em que trabalha e vive, sozinho. O típico homem rustico, com pouco conhecimento dos livros e muitos sobre a vida, que assim como Desireé, mantém a rotina de visitar o túmulo dos pais e limpá-los, todos os dias. 

Nada em comum, além das visitas ao cemitério e um único momento de troca foi o suficiente para dar início ao romance entre esses dois estranhos. E depois de muitos encontros sem que eles se quer olhassem, um pequeno comentário repentino os fez sorrir um para o outro e ai se apaixonarem de tal forma que chega a ser um tanto cômico.

A frase “Os opostos se atraem” aqui ganhou um sentido tão literal que por vezes eu me peguei querendo desistir da leitura, nada do que a gente ta acostumado quando se trata de romances leves e românticos eu encontrei aqui, os pouco momentos doces, por vezes perdidos na leitura dos capítulos, eram uma gota d’água em um mar de areia e a forma real como a autora escreveu os personagens me atingiu tão forte que ainda não digeri completamente esse fato.

Sim, eles são personagens mais fieis a realidade, personagens que poderiam facilmente ser uma amiga minha, ou o meu vizinho da porta da frente. Aqui, a luta deles é o tempo inteiro contra eles mesmos, suas personalidades, pensamentos e sentimentos, suas diferenças são o grande vilão dessa história de amor, onde eles – assim como nós – passam grande parte do tempo lidando com tudo isso da melhor forma que podem.

Assim como o lugar onde começou, a história deles é improvável por todos esses motivos já citados, e apesar se percebermos que eles se amam de alguma forma tudo se torna tão complicado com o passar das páginas que a gente se pergunta onde exatamente isso vai dar.

Um ponto que eu não posso deixar de citar é com certeza sobre a capa e o nome do livro que de primeira pode enganar muita gente com a ideia de um dos Young Adult que a gente sempre ama, e claramente o livro está bem longe disso.

Apesar da escrita diferente da autora ter o seu choque na narrativa, assim como o fato de cada capítulo seguir as diferenças de seu narrador, sendo intercalado entre os protagonistas, esse ainda é um livro que eu indico pra quem gosta de sair da zona de conforto, mas que tenha paciência para todas as confusões desse casal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário