quinta-feira, 12 de julho de 2018

Clássicos de Quinta: Helena





Machado de Assis é um dos grandes ícones da literatura nacional, foi dele que vieram grandes obras famosas em nossas aulas de literatura como: Dom Casmurro, Memórias Póstumas de Brás Cubas, O Alienista entre tantos outros. Mas no Clássico desta semana vamos falar de um livro deste grande autor que eu conheci bem depois da escola, apresento a vocês um clássico de 1876, Helena.

A história começa com a morte do Conselheiro Vale, um homem de posses que deixa em seu testamento uma pequena novidade para sua família – ele tem uma filha bastarda – para quem deixou uma parcela da herança e ainda exigiu em suas vontades testamentárias que essa jovem que estava em um internato fosse inserida na casa do Conselheiro Vale.

A princípio a família herdeira – Estácio e D. Úrsula – não aceitam bem a “novidade”, mas aceitam a chegada de Helena a casa. Após sua saída do internato a jovem passa a morar no grande casarão no Andaraí, o que logo de cara não é tarefa muito fácil, não por questões de educação, mas porque D. Úrsula – irmã do Conselheiro – não queria proximidade com a jovem e Estácio não sabe bem como lidar com a situação.

Helena não teve um começo lá muito fácil na propriedade, mas com seu jeito educado, carinhoso e até de certa forma por sua destreza na liderança das tarefas – ela era um chefe de casa fantástica – a família a foi acolhendo finalmente. E é aí que começa a treta.

O relacionamento com D. Úrsula se torna quase de mãe e filha, mas o relacionamento com Estácio, esse sim, é o conflituoso. Mas por que conflituoso? Ele começa a sair da zona de amor fraterno e passa pela linha sinuosa de amor romântico. Estácio sente amor por Helena e ela mesmo amando o irmão não pode ficar com ele.

E é nessa bagunça que o livro segue, um amor proibido que nunca é declarado, um segredo que pode mudar a vida de toda uma família. Só um aviso: tem uma treta atrás da outra! AMO!

Eu estou me coçando para contar mais sobre essa história fantástica, mas se eu continuar vocês terão tantos spoilers que perderão o desejo de ler essa grande obra.

Então vou ficando por aqui com essa super dica e com um pedido: LEIAM ESSA OBRA DE ARTE EM FORMA DE LIVRO!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário