quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Ele - Quando Ryan Conheceu James




“Era tão mais fácil lidar com a vergonha quando Canning estava a milhares de quilômetros de distância, mas agora...

Sempre procurei ler livros que me inspirassem, e me ensinassem algo que eu levasse para vida comigo. Acredito que poucas coisas são melhores que encontrar uma história, e autores, que te façam perder a noção de tempo e espaço enquanto você está lendo, e se um livro tem história e duas autoras com essa capacidade, fica mais do que claro que é uma oportunidade que não se pode perder, estou certa? Então quando eu dei de cara com Elle Kennedy e Sarina Bowen juntas e contando uma história de amor homo afetiva, eu não consegui pensar duas vezes sobre o quanto eu precisava ler esse livro. Por mais que conhecesse pouco sobre as autoras, conhecia o suficiente para saber que não seria uma leitura perdida, e cá estou eu apaixonada e sem dúvidas feliz de ter acertado com esse livro.

“Ele – Quando Ryan conheceu James” conta a história de James Canning e Ryan Wesley – Jamie e Wes – dois melhores amigos de infância que se conheceram e ficaram amigos em um acampamento de verão. Mas quando Ryan percebe que seu sentimento por James não é tão “inocente” ele decide que se afastar era a melhor opção, e simplesmente corta todo o contato entre os dois sem maiores explicações. Logicamente, Jamie fica perdido com a situação e mesmo com o passar dos anos não consegue parar de se questionar sobre o que aconteceu para que Wes tivesse tal atitude.

Mas nós não podemos brincar com o destino não é, meus amores? E anos depois os pombinhos se encontram, dessa vez para se enfrentarem em uma partida de hóquei, cada um defendendo sua universidade. Com todo o nervosismo que esse reencontro merece os dois veem esse momento como a hora de acertarem as contas, e de Jamie descobrir o que realmente aconteceu no passado, e por que Wes fez o que fez.

É bem difícil dizer o que fez eu me apaixonar mais por esse livro, se foram os personagens, a escrita compartilhada da Elle e da Sarina, se foram os temas abordados durante a história... ou se simplesmente o fato de ser uma história de amor de verdade.

Se tem um ponto que eu amei foi com certeza o fato de que a relação deles era completa, tinham problemas, amor e um hot sensacional! A cada cena que eu lia, ficava cada vez mais claro o quanto o amor deles estava presente ali, independente de ser uma cena de sexo ou um diálogo entre o casal, e eu fiquei extremamente feliz por ver isso nesse livro, já que só tinha lido isso antes com tanta presença, em romances heterossexuais.

O medo, o preconceito, as dúvidas e descobertas são tanto parte desse livro quanto o amor, eles estavam lá fazendo eu sentir ainda mais cada momento por onde eles passavam de forma intensa. A escrita das autoras alternadas fizeram de cada capítulo um choque e um presente. Elas arrasaram e não tenho como dizer o contrário disso.

Se vocês me perguntassem para quem eu indicaria esse livro, a única resposta viável seria: Todos aqueles que amam ler sobre amor de forma verdadeira e linda, sem hipocrisia, de mente e coração abertos, independente do gênero ou orientação sexual. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário