terça-feira, 25 de setembro de 2018

Ligeiramente Maliciosos



E eu voltei de novo, novamente, com mais um capítulo dessa série babadeira do século XIX, eu estou falando dos seis irmãos mais loucos daquela época, os Bedwyns. E no segundo volume dessa série, conheceremos o senhor Rannulf Bedwyn e a senhorita Judith Law. Dois opostos – em todos os âmbitos – mas com uma única e simples semelhança, a mentira.

Mas como assim Débora? Segura na poltrona que eu explico tudo.

Judith é uma garota de 22 anos que nunca teve sua vida – não podendo sonhar muito por conta dos gastos absurdos de seu irmão, que fez com que sua família estivesse à beira da miséria –  sem muitas perspectivas para o futuro, ela vê todos os seus sonhos e desejos indo para o ralo. Mais precisamente indo em uma diligencia que a condenaria pra sempre a ser empregada de uma de suas tias, para tentar salvar o que sobrou de sua família. Bem, esse era o plano até um acidente na estrada mudar toda sua vida.

Rannulf Bedwyn é um jovem que tem sua vida praticamente traçada, já que seu destino ao ir fazer uma visita a casa de sua avó, é nada mais nada menos que conhecer e cortejar a esposa ideal. Até aí seria o sonho perfeito se o nosso garoto estivesse em busca de uma esposa, o que não é o caso. Mas com sua avó com a saúde frágil, ele não vê muitas escolhas além de prometer que irá cuidar das propriedades da senhora e que se casará. Bem, isso tudo seria fácil se ele não avistasse uma tal diligencia quebrada no meio da estrada, com uma tal ruiva encantadora nela.

A vida desses dois completamente opostos – principalmente financeiramente – se cruza justamente na estrada, é nesse momento em que  a tal semelhança que eu disse anteriormente vai dar as caras. São dois mentirosos! Ela se torna Claire Campbell, uma atriz independente que traz vida em seu olhar sedutor, e ele se torna Ralf Berdad, um belo cavalheiro que a salva da chuva e da confusão.

São dias cheios de mentiras, mas lotados de entrega. Entrega de uma jovem que tem sua vida já traçada e que não vê perspectiva alguma de futuro, que se permite uma vez viver. E de um rapaz que após aqueles dias de amor iniciara seu destino.

Seria muito fácil se após aquelas noites eles nunca mais se vissem, não acham? Sim, seria. Mas estamos falando de Mary Balogh aqui e essa mulher tem um problema sério de deixar todo mundo de cabelo em pé. 

Após a despedida cada um segue pra um lado, ela a filha de um vigário que se permitiu viver, parte para a casa da tia ainda mais condenada, por ter sentido tudo o que sentiu com Ralf e que não poderá mais sentir em sua nova vida de servidão. Ele parte com a convicção de que ira cumprir os desejos de sua avó e se casará com Julianne a jovem que sua avó escolheu. 

Seria tudo incrivelmente fácil, se a senhorita Julianne não fosse prima de nossa atriz famosa, Clarie. E imagine a cara de Judith ao descobrir que o pretendente de sua prima é ninguém menos que  Ralf? E é no meio desse choque e confusão – ou melhor dizendo, desse tornado –  que esses dois vão se reencontrar e descobrir que toda a mentira tem perna curta. E descobriram que será muito difícil manter a nova mentira de que nada aconteceu, quando a atração que os dois sentem um pelo outro é inegável. 

Foi impossível não me apaixonar por este livro, Mary não nos deu o óbvio ela arriscou e nos trouxe uma mocinha linda que não tem medo de ousar nem que seja uma única vez, mas que por fora dessa fachada nos permite enxergar uma beleza natural que só ela possui. 

Confesso que outro ponto que me deixou apaixonada foi a forma como ela tratou do preconceito de classes sociais que a sociedade impunha, não só a sociedade mas eles mesmos e o mais legal, até que ponto eles iriam permitir que isso interferissem em suas vidas e corações. 

Outro ponto que é impossível de não falarmos é a presença do nosso Duque  Bewcastle e de boa parte do clã Bedwyn, que mostra que mesmo em meio a confusão uma família unida é sempre unida. Eu confesso que estou inteiramente apaixonada por essa série, mas muito curiosa pra ler um livro específico, mas que eu só vou contar pra vocês qual é lá na frente. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário