segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Desejo à Meia-Noite





Voltando para o meu mundinho de romances apaixonados e encantadores, fiz uma prazerosa viagem para o interior da Inglaterra de época. Com seus casarões e famílias aristocráticas, comecei a conhecer os queridinhos Hathaways, de Lisa Kleypas, que já estavam na minha listinha há algum tempo, misturados com outras famílias literárias famosas e finalmente, eu tive algum tempo pra lê-los  com a atenção que mereciam.

No primeiro livro da série somos apresentados à Amelia Hathaway, a mais velha das filhas da família, que depois de uma desilusão amorosa com o ex melhor amigo de seu irmão, decide que vai passar o resto da vida cuidando dos irmãos e ser uma solteirona. Ela perdeu os pais e carrega nas costas as irmãs mais novas, Win, Ponny e Beatrix, além do irmão mais velho Leo. Este, após perder a noiva vítima de escarlatina, se tornou apenas um peso inútil e bêbado.

O livro começa exatamente quando Amelia precisa sair à procura de Leo, que estava desaparecido há dias em uma de suas farras, sem dar notícias. Junto com Merripen, o cigano que foi salvo por seus pais ainda criança e que agora era considerado como parte da família, Amelia sai à procura de Leo pelos bairros de Londres. No fim, acaba indo ao Jenner’s, uma casa de jogo disfarçada de clube para homens, um dos muitos locais mais prováveis de encontrar seu irmão encrenqueiro. O que ela não esperava era que além de não encontrar o irmão, acabaria conhecendo um homem que desafiaria tudo o que Amelia acreditava e defendia com tanta firmeza.

Cam Rohan estava em mais um de seus dias rotineiros como gerente do Jenner’s, apartando brigas e resolvendo os problemas dos aristocratas que frequentavam o lugar, até uma senhorita em especial aparecer por lá a procura do irmão desaparecido. Cam é um mestiço – parte cigano e parte irlandês – que foi separado de sua tribo ainda novo e começou a viver no meio dos londrinos trabalhando como mensageiro no Jenner’s, até se tornar gerente do clube.

Logo no primeiro olhar os dois perceberam uma coisa diferente entre eles, uma atração que seria muito difícil de resistir.

Mas a família Hathaway está completamente falida e com a situação de Leo, Amelia não vê outra saída a não ser irem todos embora de Londres. Eles partem para Ramsay House, em Hampshire, aproveitando a herança recém recebida por seu irmão, agora Lorde Ramsay. É uma pena que ao contrário do que eles esperavam, o título não ajudaria tanto a situação financeira da família. Mas eles são Os Hathaways, certo? Eles sempre ficarão bem.

A mudança conturbada da família, a situação de Leo piorando e a saúde fraca de Win, se tornam um dos poucos motivos para Amelia continuar vivendo, até que ela reencontra o belo cigano de olhos castanho-dourados onde menos poderia esperar.

Com uma mistura deliciosa entre os costumes dos ciganos e as regras da sociedade inglesa, Lisa Kleypas escreveu uma história de amor divertida, leve e fácil de ler, mas que não deixa de falar sobre assuntos espinhosos como preconceito e machismo, mesmo que de forma sutil. Mas, acima de tudo, seu foco é falar sobre família.

A união dos Hathaways, apesar de delicada, é o que mais me encantou nessa história. A forma como eles se viam como uma família estranha no meio da nobreza – onde caíram de paraquedas com a herança recebida por Leo – e que ainda conseguiam se divertir com isso e aproveitar, sem perder a simplicidade e singularidade típicas, que fazem eles serem quem são.

Não foi nada difícil cair de amores por essa família, que apesar dos altos e baixos, não desiste nunca uns dos outros! E é claro que eu estou ansiosa pra conhecer um pouco mais de cada um dos outros irmãos nos próximos livros!



Nenhum comentário:

Postar um comentário