sábado, 2 de março de 2019

Professor Feelgood




Após “Mr. Romance” quando nós achávamos que Leisa não poderia nos surpreender mais, ela vem e nos enlouquece com o nosso querido Professor – E que professor! Sejam bem-vindos ao segundo volume da Série Masters of Love, “Professor Feelgood”.
"Não tem nada pior do que se apaixonar por alguém e perceber que não tem o coração dela por inteiro."
As irmãs Tate atacam novamente! Hahahah!

Asha Tate é a protagonista da vez, e para os que não lembram ela é a irmã de Eden, a namorada do nosso maravilhoso Max Riley, vulgo, Mr. Romance. Nossa Asha é a típica sonhadora do amor ideal, do amor perfeito, o que ela ainda não entendeu que para ela atingir esse nível, ela precisa superar alguns problemas que ainda a assombram hoje. No trabalho a carreira da nossa garota tem evoluído e muito, ela é uma assistente editorial que almeja ser uma agente literária oficialmente na  editora que trabalha, e essa oportunidade finalmente chega mas com um imenso desafio: achar algo raro e único para ser publicado. E é nesse momento que a vida de Asha se cruza com o nosso Professor maravilhoso.
Imagine um cara maravilhoso – GATO – e misterioso que escreve poemas intensos e alguns tristes sobre seu grande amor perdido, no Instagram. Tudo de bom né? É quase um grafic novel de um romance hot, só que com um protagonista frustrado como narrador. TUDO. DE. BOM. NAÇÃO!
Asha vê no Professor a sua grande chance de sucesso profissional, o único problema é que ela jamais imaginou que ele seria o "Fantasma do Natal Passado" vindo mostrar que por mais que se tente fugir, a vida pode trazer tudo de volta e da forma mais inesperada possível. Não expliquei né? Nosso Professor é ninguém menos que o antigo melhor amigo/inimigo de Asha. O problema é que ela jamais imaginou que confronta-lo e conviver com ele fosse trazer tantas lembranças, mágoas e sentimentos confusos sobre tudo o que passaram e o que estão passando e sentindo.
Com a escrita fluida que só ela tem, Leisa Rayven nos faz embarcar em mais uma jornada linda, porém lotada de percalços, recheada de humor, e um milhão de referências – que eu amo por sinal – Leisa trouxe temas bem importantes nesse livro, como: maus tratos a criança, relacionamento abusivo, amizade, rancor, perdão e como sempre amor.
Leisa ensinou nesse livro não apenas o amor, ela ensinou a importância da amizade, da lealdade e da honestidade com um amigo. Afinal, o seu par sempre deverá ser seu melhor amigo, aquele com quem se divide a vida, e é exatamente isso que o livro mostra. Que mesmo com muitos percalços, mágoas e frustrações, o seu melhor amigo sempre estará disposto a abrir feridas antigas para perdoar e te amar, como é o caso desses dois, em que o trecho da musica dos tribalistas mais se encaixa. "Meu riso é tão feliz contigo, O meu melhor amigo é o meu amor"
E tudo isso ainda veio com uma edição que me deixou apaixonada! Sério, nunca gostei tanto da edição de livro na vida.
Enfim, leiam esse livro de peito aberto, estejam prontos para darem muitas risadas, para ficarem nervosos com os poemas do Professor e para querer abraçar esses dois nos momentos difíceis.
E eu preciso fechar essa resenha agradecendo a autora por ter trazido nosso protagonistas anteriores para fazer uma ponta, estava com saudades!
P.S: Leiam essa série pra ontem!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário