segunda-feira, 11 de março de 2019

Sedução ao Amanhecer




“Eu quero você por inteiro ou não quero nada”

Nesse segundo livro da séries “Os Hathaways” nós somos reapresentados a mais uma das irmãs, e talvez uma das que eu achei mais fofa até agora, Winnfrey Hathaway.

Ela é a terceira dos cinco irmãos, e desde o primeiro volume nós sabemos que anos antes ela sofreu com o surto de escarlatina - o que quase a levou a morte -  e depois disso nunca mais teve uma boa saúde. O fato de Win ter a saúde frágil é uma grande preocupação para toda a família, mas principalmente para Kev Merripen, que apesar de não ser um dos amados Hathaways, tem uma ligação intensa com todos, principalmente com nossa protagonista.

Kev Merripen é um homem extremamente fechado com todos, exceto Win, ela sempre foi o ponto fora da curva dele, a luz do dia e o ar que ele respira desde menino. Kev não teve uma infância lá muito tranquila, após a morte de seus pais em um ataque ao acampamento de ciganos em que vivia, ele se viu órfão e desamparado.

Bem, isso até ser resgatado pela família Hathaway.

Mesmo abraçado por sua família nova, Kev se tornou um rapaz humilde e honesto mas também extremamente recluso. Apesar disso, ele se abria de certa forma, com Win, a mulher por quem ele se apaixonou no momento que a conheceu, quando ainda era criança, e por todo esse amor ele abre mão de voltar para vida nômade, para que possa cuidar da saúde frágil de sua amada.

Por conta da sua saúde, Win acaba tendo que passar dois anos fora em tratamento, e quando volta, muito mais linda do que já fora um dia e recuperada, Kev que passou esse tempo também mais fechado e solitário que antes, ainda é extremamente apaixonado por ela. Mas as coisas não poderiam ser simples, não é? E Win volta acompanhada não só do seu irmão, mas também de Julian Harrow, seu médico.

Julian, diferente de Kev - e para desespero dele também -, não esconde em nenhum momento seu interesse por pela jovem. Ele é um médico muito famoso, mas além disso é extremamente atencioso, o que realmente complica a vida de Kev, isso sem contar que o homem é um GATO. SIM, UM GATO NAÇÃO!!

Sério gente, a Win sofre muito! É muito gente linda doida pra ficar com ela. Vida dificil essa! HAHAHHA Mas voltando...

Quando se dá conta de que pode perder o grande amor de sua vida, Kev não perde tempo em usar todas as armas que pode para tirar o médico de jogo, e acabar em um final feliz com nossa donzela. E mesmo tendo um passado complicado, o que o faz acreditar ser indigno dela, ele sabe que também não pode desistir. 

O livro segue a mesma linha do primeiro,lotado de tretas, risadas, romance e mistérios que envolvem a vida de Kev e acreditem se quiser a de Cam que nos faz ficar de boca aberta, tipo O.O, hahahah!

Esse livro diferente do primeiro, teve uma coisa que conquistou meu coração logo de cara: a Win como protagonista. Eu já gostava dela desde o primeiro livro, e esse me fez cair de amores não só por ela, como também pelo Kev, e até pelo Julian, - Sorry, not sorry. A escrita da Lisa já tinha ganhado uma fã, e com certeza vai ser um amor eterno! O livro é fácil de ler, e principalmente depois de uma leitura muito pesada, como foi o meu caso é um alento bem vindo ao coração.

Até agora eu não tenho o que reclamar sobre essa série, mesmo estando apenas no segundo livro, eu estou torcendo para continuar tão bom quanto está sendo essa leitura que tem tudo o que um bom livro de romance de época sempre tem que ter, e na minha opinião é uma leitura mais que bem vinda, a todos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário